Todas as postagens desse blog, são de inteira responsabilidade do colaborador que a fez e refletem apenas a sua opinião.
Caso você tenha interesse em colaborar com esse Blog, por favor, envie uma mensagem para redator@ame-rio.org

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

5º CONCURSO NACIONAL DE MÉIS DE ABELHAS NATIVAS - AME-RIO


Neste link você pode ter acesso ao arquivo com as REGRAS:
https://drive.google.com/open?id=0B9OALdvuQfLUbEZlOTZla1BHWE0

A Edição 2016 do Concurso Nacional de Méis Melipônicos contará com o corpo de jurados, a saber:



Dr. Rogério Marcos de Oliveira - pesquisador da UFRB na área de meliponicultura e professor emérito de meliponicultura. (Promoveu e coordenou os primeiros concursos do gênero no Estado da Bahia)

Dra. Mônika Barth - pesquisadora da FIOCRUZ e especialista em análises laboratoriais de pólen e mel.

Dra. Cristina Lorenzon - Zootecnista e professora da UFRRJ, especialista em abelhas, com ênfase em produtos e processos. Elaborou e teve participação em diversas publicações editadas nacionalmente. 

Chef Paulo Abreu Lima – Mestre em cultura Alimentar, proprietário do "Fazenda Culinária" no Museu do Amanhã e especialista e produtor de azeites de oliva gourmet.

Prof, Álvaro Madeira – Associado e membro fundador da AME-RIO, professor de Ciências Agrícolas e especialista em Educação Ambiental – membro das comissões julgadoras dos concursos anteriores.

Chef Gourmet Flávia Quaresma - Reconhecida gourmet e proprietária do Carême Bistrô, comandou o programa “Mesa para Dois “ no GNT, assina vários tratados sobre culinária já publicados.


OBJETIVO

 Selecionar como CAMPEÃO uma amostra de mel de abelhas nativas, com base em critérios sensoriais de melhor percepção do aroma, bouquet e sabor a vista dos padrões organolépticos do mel in natura fresco e recém coletado. 

REGRAS:

O concurso é aberto apenas ao mel de abelhas nativas, e poderão concorrer méis processados ou refrigerados.

Os concorrentes poderão inscrever seus méis em uma de 5 categorias, a saber: refrigerado; congelado, maturado, desumidificado ou pasteurizado.

De cada categoria serão selecionados os 3 primeiros colocados, que serão premiados com um Certificado da respectiva categoria e colocação. 

Cada meliponicultor pode concorrer com amostras de diferentes méis.

As amostras serão recebidas de 01/02/2016 até 07/03/2016, e a remessa é por conta do inscrito.

Cada amostra deve ter no mínimo 400 ml. Havendo caso de espécies reconhecidamente pouco produtivas será aceita a metade do volume requerido, mas a mostra deverá ser ressalvada/justificada com a descrição da espécie conhecidamente de baixa produtividade de mel.

As amostras deverão ser acondicionadas sem identificação afixada no frasco. A referida identificação deve constar em ficha solta, onde deve constar: 

=> Nome do Meliponário ou Meliponicultor;
=> Estado;
=> Cidade;
=> Espécie da abelha;
=> Tipo de conservação que estabelecerá a categoria de concorrência (refrigerado; congelado; maturado; desumidificado; pasterizado);
=> Data da coleta;
=> Florada predominante (opcional);
=> Notificar sa a amostra procede de uma única caixa ou de diversas;
=> Localizção georreferêncial do ponto de coleta - não obrigatório. ( O georreferenciamento está disponível no GoogleMaps).

As amostras passarão por uma análise laboratorial, executada pela Dra Mônica Barth, que atestará a pureza da mesma (condição eliminatória – sanidade - diz respeito apenas à existência de contaminantes).

Outras características laboratoriais também serão levantadas pelo Laboratório da UFRRJ.


 As análises se estenderão após a data do julgamento, mas ficarão em sigilo para fins de pesquisa. Caso algum concorrente queira ter acesso aos resultados totais de sua própria amostra, poderá se manifestar, e a análise será repassada privadamente.

A qualquer momento, se for detectado o mesmo mel inscrito em mais de uma categoria, todas as amostras serão desclassificadas sumariamente.

De cada amostra participante será separada pelo menos uma sub-amostra, que será disponibilizada sem identificação sobre o produtor/mel aos jurados para julgamento. A amostra poderá ser avaliada por cada jurado, tantas vezes quanto o mesmo necessite para o estabelecimento das pontuações. O restante será arquivado como reserva técnica e para eventuais contra-provas.

Os jurados realizarão o julgamento simultaneamente no dia 19/03/2016 no Parque Municipal da Catacumba às 10 horas, em ambiente reservado e de maneira independente, sendo proibidos comentários dos mesmos até o final do julgamento.

Método de pontuação: inspirado em Análise Sensorial em Provas de Méis – Antônio Gomes Pajuela - 1996

Os parâmetros verificados pelos jurados de cada amostra serão classificados conforme a seguinte pontuação: QUALQUER VARIAÇÃO DE ZERO A DEZ 

Conforme o objetivo, os jurados darão seus votos conforme critérios de palatabilidade pessoal, não levando em consideração características mercadológicas padronizadas para o mel de apis melífera.

A pontuação de cada parâmetro será multiplicado por um peso referencial, a saber:

Transparência: x4 / Densidade: x4 / Cor: x4 / Acidez: x7 / Bouquet: x9 / Aroma: x9 / Sabor: x13

Assim a nota máxima de cada parâmetro será:


=> Transparência: 40
=> Densidade: 40
=> Cor: 40
=> Acidez: 70
=> Bouquet: 90
=> Aroma: 90
=> Sabor: 130


# Podendo atingir nos parâmetros: Transparência; Densidade; Cor; Acidez = 190 pontos


# E nos parâmetros: Bouquet; Aroma; Sabor = 310 pontos
=> Resultando em uma nota máxima = 500 pontos

Variabilidade dos parâmetros:

Transparência: Cristalino; Transparente; Pouco Transparente; Opaco.
Densidade: Ralo, Pouco Denso; Denso; Muito Denso.
Cor: Dourado Intenso; Dourado; Dourado Claro; Amarelo Intenso; Amarelo; Amarelo Esverdeado; Rosado; Sem Cor.
Acidez: Pouco Ácido; Ácido, Muito Ácido; Sem Acidez.
Bouquet: Maior tempo de permanência do sabor do mel depois de degustá-lo.
Aroma: intensidade, grau de aceitabilidade / agradabilidade e maior tempo de permanência.
Sabor: Grau de aceitabilidade / agradabilidade.

A pontuação final de cada amostra será dada pela média aritmética da pontuação dos seis jurados.

A classificação final premiará os 3 primeiros colocados de cada categoria, que receberão seus respectivos certificados referentes a sua “CATEGORIA” emitidos pela AME-RIO (Associação de Meliponicultores do Rio de Janeiro) e FAAMERJ (Federação das Associações de Apicultores e Melipicultores do RJ)

O Mel Campeão será o que tiver maior pontuação, dentre os 15 selecionados. O critério será a maior média aritmética simples obtida nos parâmetros: Bouquet, Aroma e Sabor dos 15 selecionados, sendo o vencedor desta etapa premiado com o Troféu de CAMPEÃO, e a devida divulgação. Aos meliponicultores premiados será permitido anexar ao seu rótulo o título de “Mel (Nome da Categoria) Premiado”: 1º, 2º ou 3º lugar AME-RIO/2016 e “MEL CAMPEÃO – AME-RIO/2016".

Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora do Concurso.

REMESSAS DAS AMOSTRAS PARA:
Rua Visconde de Figueiredo nº 36 apt 406
RJ - Rio de Janeiro _ Tijuca
CEP 20550-050


INFORMAÇÕES: MEDINA



TROFÉU DO CAMPEÃO COM NOME INSCRITO NA BASE

6 comentários:

  1. A Associação dos Criadores de Abelhas do Amazonas - ACAM confirma presença.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aguardaremos pelas suas amostras.
      Sejam bem vindos ao nosso concurso !!

      Excluir
  2. Prezados,

    comunicamos que a APIME já postou em seu Blog a divulgação do Concurso em novembro de 2015. Está na página principal da APIME onde sendo clicada a imagem, remete para o site da AME-RIO.

    Parabéns pela iniciativa!

    APIME- Associação Pernambucana de Apicultores e Meliponicultores
    www.apimeabelhanativa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Parabenizo a iniciativa.
    Apenas uma correção quem coordenou e imaginou o concurso nacional de meis ste a 4 edição foi signatario
    Tambem treinou um grupo nacional de meliponicultores especializados em julgar sabores de meis asf dois destes por nossa indicacao compem a mesa de julgamento desta nova edicao
    Agradeco confirmar a vericidade destas informacoes. MUITO SUCESSO. PEDRO PAULO PEIXOTO.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. É um ponto turístico do Rio de Janeiro, fica na Lagoa Rodrigos de Freitas em frente ao posto BR, próximo ao Corte da Canta Galo.

      Excluir