Todas as postagens desse blog, são de inteira responsabilidade do colaborador que a fez e refletem apenas a sua opinião.
Caso você tenha interesse em colaborar com esse Blog, por favor, envie uma mensagem para redator@ame-rio.org

sábado, 5 de novembro de 2011

TRANSFERÊNCIA EM COTIA (SP)




Hoje vou contar uma pequena experiência pela qual passamos em Cotia (SP) próximo a Embu das Artes.
Meu cunhado em visita ao Meliponário Escola do PPP, se apaixonou pelas ASF, e comprou um enxame em São Paulo mesmo.
Escolheu as Mandaçais MQQ por serem resistentes ao frio, visto que mora bem próximo a uma mata e com característica climática predominantemente fria.

A caixa chegou na casa dele já no começo do inveno que passou, era um enxame bem forte. A caixa, a princípio achei que fosse horizontal segmentada em duas seções (João/Maria), mas ..... eu não conheço o modelo da caixa em que vieram as abelhas.
O meu cunhado, no capricho, instalou a caixa no melhor local disponível, e conforme ele, mesmo no inverno trabalhavam muito e chegaram até a começar a formar a sua entrada característica.

Prometi ajuda a ele na primeira divisão, quando lhe ensinaria as técnicas necessárias para depois ele fazer sozinho. Chegado o dia prometido, na primavera, eu e família fomos para lá especialmente para ensinar e fazer a primeira divisão, mas qual não foi a surpresa.

Bom a caixa que seria usada na divisão é um modelo PPP, de vermiculita e cimento feita pelo Amigo IVAN. A intensão era dar um banho de verniz de própolis, mas não havia própolis preparado o suficiente para este banho.
Como a caixa ainda estava recém montada, chegando lá, demos um banho desse própolis mesmo dissolvido no álcool, mas como não tínhamos tempo e material para caprichar neste acabamento, resolvemos fazer uma decoração com papel de parede feito de cera de apis misturado com cera do próprio enxame, que preparamos na hora usando a técnica ensinada pelo sr. Walter da AME-Rio.
Fizemos folhas de cera e quando ainda quentes colamos na parede da Caixa de vermiculita do Ivan.
Era uma emergência .....


Caixa da divisão pronta, caixa de espera no local, e caixa mãe retirada para início dos trabalhos...

Quando abrimos a surpresa !!!



Olhem como era a caixa e como estavam os discos de cima !!!!
Achei que fosse caso perdido ....
Realmente este tipo de caixa não permite uma inspeção do enxame como um todo.
Não havia meio de saber o que havia, ou pior, se realmente ainda havia algo abaixo deste primeiro disco ...
O que fazer ?
A divisão virou transferência urgente para a caixa nova ...
Mas como começar ? Não havia espaço, não havia acessos, não havia o que fazer a não ser destruir a caixa velha para saber se ainda restava algo ou mesmo a Rainha neste enxame ...
Começamos ....

Desmembramos a caixa e ......

Além da complicada estrutura tivemos uma feliz surpresa quando finalmente conseguimos enxergar abaixo dos discos comprometidos ....
Discos novos e sadios e postura em atividade ... sinal da existência de uma Rainha forte !!!!

Bem ... não sabemos o que aconteceu exatamente para que houvesse uma postura tão defeituosa e comprometida .... Fome ? Frio ? os Dois ? Doença ou rainha fraca ? Bem isso deixo para a opinião dos mestres e mais experientes ..... O que importa que a postura indicava a existência de uma Rainha forte e bem disposta por perto ...

Agora ....

Tudo certo ... passamos o ninho para a caixa modelo PPP feita pelo Ivan ....

Cobrimos tudo com cera ... Achamos a Rainha escondida em um canto dentro da caixa velha e passamos a nobre cidadã para a nova moradia e a nova Casa foi para o local antigo ...


Muitos indivíduos ..... entraram para arrumar a casa nova .



Bem ... finalmente o final foi feliz ... a Divisão virou uma Transferência, mas o mais importante desta experiência é a constatação de que a Caixa modelo PPP realmente ajuda em muito uma inspeção, principalmente no que se refere a criações tipo hobbie como o do meu cunhado.

A caixa antiga não permitia nem uma inspeção nem mesmo uma divisão se realmente fosse a intensão.

Acredito que cada caixa tem o seu propósito .... e o modelo PPP realmente ajuda os principiantes ...

Agora testaremos a qualidade do isolamento da vermiculita .... pois em Cotia, o frio é bravo !!!!
Fui embora assim que a frente fria ameaçava chegar .... afinal sou carioca !!!


Para finalizar vou colocar dois pequenos vídeos ...
O primeiro mostra a quantidade de campeiras e a segunda uma vista geral da caixa ....


video


video

MEDINA

4 comentários:

  1. Olá Medina,

    Parabéns pela postagem... como sempre ela foi muito bem feita e está bem instrutiva.

    Um abraço,

    José Halley Winckler

    ResponderExcluir
  2. Amigo Medina,
    bela postagem bem detalhada,parabéns.

    Espero que as mandaçaias se adaptem a nova caixa.

    Abraço.
    Paulo Braz.
    Meliponário Braz.

    ResponderExcluir
  3. A região sudente está muito fria este ano, so vou começar a realizar minhas divisões em dezembro.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. as minhas mandaçaias tambem estão com essa postura irregular, mas o estranho é que os discos novos se encontram bem formados, somentes o disco maduro mais do topo encontra essa irregularidade acreito eu não sei que derrepente possa ser falta de espaço e portanto os discos que se juntam a tampa da caixa ficam assim...........alguem ai tem alguma outra ideia sobre o assunto?

    ResponderExcluir