Todas as postagens desse blog, são de inteira responsabilidade do colaborador que a fez e refletem apenas a sua opinião.
Caso você tenha interesse em colaborar com esse Blog, por favor, envie uma mensagem para redator@ame-rio.org

terça-feira, 26 de junho de 2012

Meliponário Carlos Ivan - Reunião de Junho/2012


Não sou especialista como o amigo Winckler em descrever detalhadamente os nossos encontros. Mas como tenho algumas fotos tiradas pela Mayara enquanto durou a assembléia, resolvi postá-las para todos apreciarem as abelhas do meliponário do Carlos Ivan.

Abaixo uma visão externa do fundo do salão onde todos se reuniram. Como podem ver várias caixas dão vida a parede ... Não tenho foto detalhada, mas as plaquinhas brancas em cada caixa são as identificações dos enxames. Devidamente resguardado em envelope plástico transparente, todas as caixas traziam  informações sobre data do início do enxame , espécie, multiplicações etc !!! Carlos Ivan, o artista do caprichado documentário talvez possa nos postar algo específico sobre a técnica adotada por ele !!! 


Espalhados pelo terreno haviam várias caixas ....


Lá dentro do salão ocorria a parte burocrática da reunião ... Uma assembléia, seguida de depoimentos sobre a viagem ao congresso de Gramado. 


Gesimar nos brindou com vários livros garimpados durante sua estadia em Gramado e notícias sobre o evento.



Enquanto a maioria se concentrava na reunião, Mayara tirou várias fotos das entradas de abelhas do Ivan.
Para quem gosta de apreciar segue uma série de closes ...









A quantidade de umidade também era impressionante ... elas trabalhavam intensamente retirando o excesso !


As abelhas estavam trabalhando intensamente ... toda hora chegavam carregadas de pólen !!!









Está flor que parece uma borboleta azul é africana, Júlia saberia dizer melhor seu nome científico, sinceramente ela informou mas eu não memorizei, mas as abelhas gostam muito !!!  





Dá para reparar nesta chegando como um tufão com o abdômen cheio !!





Bonitos olhos verdes desta guardiã !!!
Lindíssima!!!! Ainda mais com estas listras brancas na parte inferior.



Essa aí vem saindo com o lixo. Deve ser o macho, rs rs !!! 


Essa é uma colônia de mandaçaias que estava na Floresta da Tijuca, mas foi trazida para Santo Aleixo para se fortalecer com o clima mais quente. 


Chifres de viado e orquídeas !!! Muitas árvores repletas !!! 


Aqui uma sementeira de coqueiros !!!


Um pasto melípono bem caprichado !!!






E as armadilhas já estão preparadas para não deixarem escapar nenhuma enxameação !!!!





Se o Winckler e o Ivan tiverem mais informações e fotos para postar ... fiquem à vontade para complementar !!

Medina !!


domingo, 24 de junho de 2012

Inspeção da Diretora Júlia na Floresta da Tijuca


Neste fim de semana a Júlia, uma das diretoras da AME-RIO, nos acompanhou em um passeio pelo parque Nacional da Tijuca. Fui oferecer um incremento na alimentação das abelhas, afinal acabamos de entrar no inverno e as meninas ainda estão se aclimatando ao novo ambiente.

 

video

Logo que chegamos percebemos a nova placa bilingue que a administração do parque providenciou com capricho.


Notamos que a placa está sendo bem utilizada, pois o parque principalmente neste período de Rio+20 , é muito visitado por estrangeiros.


O Alberto, funcionário do parque nos ajudou a identificar uma árvore em floração sobre o meliponário: um pé de Lafoensia glyptocarpa ou merindiba. Descobrimos que a árvore de flores são brancas, com longos estames, desabrocham à tardinha, produzem muito néctar, que chega a escorrer, e duram apenas por uma noite. Mas os principais polinizadores são os morcegos.


A Júlia ajudou a identificar algumas espécies vegetais próximas ao caminho do meliponário. Como por exemplo a espécie abaixo que ela acha ser Myrtaceae Myrcia - Guamirim.




Havia também um Araribá com umas trigonas coletando resina.

 

Paulatinamente o projeto vai ganhando novos acessórios. Como os dois banners manufaturados pela AME-RIO para o projeto. Um deles foca sobre a importância das abelhas sem ferrão para a polinização da flora nativa e outro apresenta um resumo das abelhas trigonas e meliponas. Outros parques também irão ganhar seus banners a seu tempo.

  



Como todos os outros associados que visitaram o parque Nacional da Tijuca, a Júlia também auxiliou com informações alguns visitantes curiosos. E assim esperamos que a informação sobre as abelhas sem ferrão vá sendo disseminada.


Mas infelizmente nem tudo é alegria. Também nesta visita com dia de sol pleno pudemos fazer uma vistoria na caixa de iraí cedida pelo associado Gesimar, e constatamos uma perda. A Júlia descobriu os discos todos com mofo. Não temos ainda certeza se foi a localização da caixa em um local muito úmido, ou outro fator como altitude, ou mesmo falta e uma aclimatação mais paulatina ao clima do novo habitat.

 

Já fora do parque, a Júlia ainda identificou mais algumas plantas como o cipó uva e a framboesa, ela ainda comentou que esta última estava uma delícia.

 


Framboeza - (Rubus idaeus) - deliciosa !!! 

E é só isso !!!

Medina